Início Brasil Desembargador Gebran aumentou a pena de Lula

Desembargador Gebran aumentou a pena de Lula

566
COMPARTILHAR
Desembargador Gebran

Após ser condenado por Moro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem sua apelação julgada hoje pela 8ª Turma do TRF-4, em Porto Alegre.

O primeiro voto, do desembargador relator, João Pedro Gebran Neto após analisar o mérito das apelações do processo do tríplex,  fez uma espécie de desagravo aos magistrados que atuam em casos da Lava Jato. Segundo ele, julgar um ex-presidente torna a tarefa do julgador “mais sensível e dramática”. No entanto, disse que os magistrados não julgam “o nome ou o personagem”.

O relator considerou que Léo Pinheiro e Agenor Franklin prestaram “cooperação efetiva” com o processo e, por isso, votou por reduzir a pena dos dois ex-dirigentes da OAS. Pinheiro teve a punição diminuída de 10 anos e 8 meses para 3 anos e 6 meses em regime semiaberto. A pena de Franklin caiu de seis anos de prisão para um ano e 10 meses em regime aberto.

Já o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que o desembargador se referiu expressamente como corrupto enquanto Leo Pinheiro era o corruptor, teve sua pena aumentada de 9 anos e 6 meses, para 12 anos e 1 mês.

 

COMPARTILHAR