Correios tiveram prejuízo de R$ 2,1 bilhões em 2015

Receita líquida de vendas da estatal cresceu 6,75% em comparação com o ano anterior, mas o aumento das despesas, de 18,5%, foi maior


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Os Correios fecharam 2015 com um prejuízo de 2,1 bilhões de reais no orçamento. A receita líquida de vendas da estatal cresceu 6,75% em comparação com o ano anterior, enquanto as despesas aumentaram 18,5%.
Entre os motivos para o resultado, segundo a empresa, está a defasagem no valor das tarifas postais. O reajuste de 8,89% foi autorizado apenas em dezembro pelo Ministério da Fazenda. Outra justificativa dos Correios para o resultado do ano passado é que foi alocado um total de 1,3 bilhão de reais em benefícios pós-emprego para garantir saúde e previdência aos trabalhadores aposentados.
As contas de 2015 dos Correios foram aprovadas nesta quarta-feira pelo conselho de administração da empresa e ainda passarão pela análise da assembleia geral ordinária antes da sua publicação.

Recentemente, os Correios têm adotado medidas para buscar o equilíbrio financeiro, em especial de redução de despesas, como o fechamento de agências aos sábados. A empresa também vem diversificando sua atuação com o objetivo de aumentar as receitas ainda em 2016.
“A direção dos Correios está empenhada em alcançar a sustentabilidade da empresa, reforçando o compromisso e o engajamento nas ações de redução de despesas e de aumento de receitas em curso”, disse a estatal em nota.
No primeiro trimestre de 2016, as despesas dos Correios aumentaram 8,4%, abaixo do valor registrado no mesmo período de 2015.




Veja – foto Lia Lubambo