Início Mundo Como a Argentina desbaratou plano para levar 400 kg de cocaína em...

Como a Argentina desbaratou plano para levar 400 kg de cocaína em malas diplomáticas para a Rússia

666
COMPARTILHAR

O Ministério de Segurança da Argentina divulgou nesta semana os detalhes da investigação que desbaratou um plano “extravagante” para usar o serviço de entregas diplomáticas da embaixada russa para enviar cocaína para a Europa.

O enredo, que parece saído de um filme policial, envolveu malas cheias de farinha, câmeras escondidas e prisões em aeroporto de Moscou.

Em dezembro de 2016, a polícia de Buenos Aires foi informada pelo embaixador russo no país de que 12 malas de um ex-funcionário diplomático guardadas na embaixada pareciam conter drogas.

Depois de constatar que elas continham cerca de 400 kg de cocaína, as autoridades portenhas abriram uma investigação sigilosa e decidiram montar uma armadilha para capturar os receptores da droga.

Segundo o jornal argentino La Nación, policiais foram ao Mercado Municipal de Buenos Aires no meio da madrugada para comprar 400 kg de farinha e substituir a cocaína dentro das malas.

A polícia também colocou localizadores e câmeras escondidas na bagagem.

“É uma das operações mais complexas, extravagantes e profissionais de narcotráfico que já tivemos”, disse à imprensa a ministra de Segurança argentina Patricia Bullrich.

Segundo Bullrich, a cocaína encontrada na embaixada russa vale cerca de US$ 62 milhões (R$ 200 milhões) e tinha alto grau de pureza.

Ela disse que os pacotes seriam enviados para a Rússia, mas provavelmente também para a Alemanha.

A operação resultou em duas prisões na Argentina e três na Rússia.

Leia na integra em http://www.bbc.com/portuguese/internacional-43177730

COMPARTILHAR