Cocaína e diárias falsas cassam ex-jogador Jardel, deputado no RS

Ídolo do Grêmio nos anos 90, o deputado estadual Mário Jardel(PSD) é acusado pelo Ministério Público por formação de organização criminosa, uso de documento falso, concussão e peculato, além da lavagem de dinheiro, ocultação de bens e tráfico de drogas.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

Os doze deputados que compõem a Comissão de Ética Parlamentar da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovaram o pedido de cassação do mandato de Mário Jardel por quebra de decoro parlamentar. A decisão foi tomada ontem, quarta, 08 de junho.

Em fevereiro de 2016, o Ministério Público do RS ofereceu denúncia contra o deputado estadual e outras dez pessoas após uma investigação deflagrada em novembro de 2015. De acordo com o MP/RS, o grupo extorquiu funcionários, nomeou servidores fantasmas e desviou verbas em benefício próprio. E  mais grave: Jardel consumia cocaína nas dependências do parlamento gaúcho.




Conteúdo AE