Brasília treme! Renan, Jucá, Sarney e Cunha serão presos por corrupção

MPF pede medidas duras contra Renan, Jucá, Sarney e Cunha


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

A bomba atômica que se anunciava para a semana passada ainda está nas mãos do relator da Lava-Jato no STF, Teori Zavascki. Ele poderá  solicitar uma sessão especial do Supremo Tribunal Federal já nesta segunda, 06 de junho, para, de forma colegiada, decidir sobre os requerimentos.

Os principais alvos de uma série de pedidos do Ministério Público são a tríade peemedebista Renan Calheiros, Romero Jucá e José Sarney, implicados na delação de Sérgio Machado.  O ex-presidente da Transpetro garante ter repassado 70 milhões de reais em propina: 30 milhões para Renan, 20 para Sarney e o outros 20 para Jucá.

Eduardo Cunha não está na delação de Machado. Mas Rodrigo Janot tratou dele no calhamaço que enviou a Teori.  O Procurador Geral da República  sustenta que Cunha, mesmo afastado pelo STF da presidência da Câmara dos Deputados e tendo seu mandato suspenso, sem a menor cerimônia, continua a comandar uma enorme fatia de parlamentares, capaz de influenciar de forma objetiva em escolhas de nomes para integrar o governo Temer.

Com conteúdo Radar de Veja.