pequena empresa

Apesar da crise, há ligeira melhora na confiança dos micro e pequenos empresários

Pesquisa do SPC Brasil mostra que, embora 82,5% deles achem que condições da economia pioraram no ultimo semestre, estão mais otimistas para os próximos seis meses, escreve NONATO VIEGAS.
Houve pequena melhora no Indicador de Confiança do Micro e Pequeno Empresário de Varejo e Serviços, segundo o SPC Brasil, que verifica mensalmente o índice. Em março, o indicador registrou 43,15 pontos, ligeiramente acima dos 42,99 pontos observados em fevereiro. Ainda assim, abaixo dos 50 pontos, indica que a maior parte dos empresários avalia com pessimismo o ambiente de negócios. Para 82,5% deles, as condições gerais da economia pioraram no último semestre. Contudo, as projeções para os próximos seis meses são mais otimistas, em especial quando os empresários tratam dos próprios negócios. Segundo o SPC Brasil, a maioria diz estar confiante de seu desempenho. A perspectiva de que o impasse político tenha alcançado o ápice, com desfecho próximo, animou o mercado. O indicador de expectativa subiu de 54,45 pontos para 56,06.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página