Agência dos EUA reduz exigência para uso da ‘pílula do aborto’

A Agência da Alimentação e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA na sigla em inglês) agiu decisivamente a respeito da política sobre o aborto, na quarta-feira, ao decidir abrandar as exigências referentes ao uso de um remédio que induz o aborto, medida que deverá ampliar o acesso a este procedimento.


Este conteúdo é produzido por CristalVox. Apoie nosso trabalho curtindo nossa página

A inovação é uma vitória para os defensores do direito ao aborto contrários às leis vigentes em Estados como o Texas, Dakota do Norte e Ohio, que exigiam que os fornecedores obedecessem às exigências constantes das especificações originais da FDA para a droga na realização de abortos por meio de medicamentos. Muitos médicos afirmam que as especificações originais, baseadas em evidências clínicas desde os anos 1990, estavam desatualizadas, e que as leis estaduais que exigiam que os médicos se ativessem a elas contrariavam a prática médica aceita e dificultavam a realização do aborto. (Estadão)